Fiz uma viagem que mudou alguns dos meus conceitos sobre a Irlanda. Foi só um dia na estrada e já foi o suficiente para me emocionar profundamente e me convencer a vir aqui escrever esse texto reforçando o quanto vocês todos precisam fazer essa trip!!! Qual trip? Essa pelo tal do Ring of Kerry.

Juro, o destino é mágico.

O Ring of Kerry é um percurso circular com aproximadamente 180km de estrada (de excelente qualidade, diga-se de passagem), com paisagens indescritíveis. Estou aqui exercitando meu cérebro para encontrar palavras que transmitam o quão incrível é o visual, mas é difícil expressar objetivamente. Acho melhor eu mostrar algumas cenas do percurso que fizemos de carro. Fui admirando cada momento e registrando alguns durante o passeio:

Dentre as principais cidades turísticas do Ring of Kerry estão: Killarney, Killorglin, Gleinbeigh, Waterville, Kenmare, entre outras. Apesar do percurso ser “curto”, só 180 km, eu sinceramente sugiro que você reserve de dois a três dias para completá-lo. Reserve um hotel em uma daquelas cidadezinhas graciosas e curta sem pressa. Deixe-se envolver pela experiência. Tenha tempo para apreciar tudo aquilo sem stress. Como eu disse, eu fiz tudo em um só dia e é bem por isso que digo o que digo. Na verdade, eu não consegui “fazer tudo”. O tempo foi curto, são muitas paradas interessantes e, quando se está na Irlanda, ainda temos que contar com a sorte se quisermos visitar alguma atração turística sem a presença da chuva.

Killorglin

Killorglin

Quando eu disse lá em cima que essa viagem mudou alguns dos meus conceitos sobre a Irlanda, eu me referia ao meu conceito de natureza irlandesa. Sou alguém extremamente ligada à natureza, não só amo como preciso estar em contato com ela no meu dia a dia. Porém, as cidades aqui da Irlanda não têm muita natureza presente e eu andava meio desapontada. Claro, temos canteiros bem cuidados, principalmente na primavera e no verão. Temos alguns parques, encontramos refúgio em lugares pontuais, mas você não vai ver com facilidade muitas árvores nas ruas, por exemplo. A parte construída e a parte onde há natureza são separadas e a paisagem em geral é muito plana, tem muita grama verdinha (linda) e quase não vemos árvores altas. Eu amo árvores e mata fechada. Por tudo isso, eu ainda não havia de fato me impressionado com a natureza do país, mas então tudo mudou.

Os cenários do Ring of Kerry são de cair o queixo. É lá que a natureza mostra sua imponência glamorosa. Foi lá que eu aprendi a respeitar mais essa ilha e valorizá-la também por isso, pela sua beleza natural. Foi lá que eu novamente me encontrei, pois eu sempre me encontro em lugares assim. Se você ainda não foi, vá, e fique aqui com uma pequena demonstração do que eu estou falando:

E aí, gostou?

Então aproveite e curta nossa página no Facebook (clique aqui), e confira outros textos: